Instituto Mauricio de Sousa cria guia de atividades para ajudar crianças autistas

18 de junho é celebrado o Dia do Orgulho Autista
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
autismo
Imagem: divulgação

Durante a pandemia, muitas famílias tiveram que usar a criatividade para pensar em atividades para as crianças, principalmente as que estão ainda sem ir presencialmente à escola. Para os autistas, o desafio é ainda maior, sem escola e sem terapia em muitas ocasiões. O Instituto Mauricio de Sousa e a Revista Autismo produziram um guia com cinco dicas de atividades que podem ser muito úteis a todas as crianças, mas, em especial, às autistas, ainda mais no Dia do Orgulho Autista, celebrado em 18 de junho.

Confira as dicas:

1 – Brinquedos espalhados pelo chão, por exemplo, podem virar uma atividade para os pequenos. Nesse “campo minado”, cada brinquedo “resgatado” e guardado numa gaveta ou baú, vale ponto. Os itens menores, que exigem mais coordenação motora fina, valem mais pontos. Assim, pode-se arrumar a bagunça de maneira divertida e estimulando a habilidade da criança. E no fim, comemorar mais uma conquista para se orgulhar!
2 – Quem está na foto? Que tal pedir para a criança nomear as pessoas que ela conheça nas fotos? Isso auxilia a memória e a abstração. Podemos pedir para ela contar uma história sobre aquela foto e trabalhar a criatividade. Coloque também foto da própria criança. São inegáveis os benefícios de reconhecer-se e valorizar-se como pessoa!
3 – Faça um buraco numa caixa (pode ser de sapato) num tamanho para passar somente a mão. Coloque dentro alguns objetos e peça para a criança adivinhar o que é somente pelo tato. Não vale espiar, hein? Isso estimula não só o tato, como a comunicação e a habilidade de descrever objetos. Dar pulos para comemorar e aplaudir o sucesso da criança não só incentiva como também melhora muito sua autoestima.
4 – Fique em frente à criança e faça vários movimentos. Ela tem que imitar ao mesmo tempo em que você faz os gestos! Não vale ir muito depressa ou pular etapas. Esta atividade trabalha os domínios atencionais e de controle inibitório. E, se ver no espelho, ajuda a valorizar sua imagem e a si mesmo, claro!
5 – Por fim, uma atividade que pode ser feita o dia todo, nos pequenos detalhes do dia a dia. É importante que a criança continue com a autonomia conquistada. Nada de fazer pelos pequenos as coisas que eles fazem sozinhos na escola. É legal elogiar sempre o que a criança fizer e conseguir. É muito bom demonstrar o quanto ela é valorizada e o quanto você a ama.

Guia

As atividades e recomendações estão no guia gratuito “Dicas de atividades para as crianças, em especial as autistas, fazerem em casa”, que foi realizado em parceria com Instituto Mauricio de Sousa e Revista Autismo, com dicas de atividades do Centro Neuro Days e patrocínio da Academia do Autismo. A estrela da capa e das páginas internas do guia é o André, o personagem autista da Turma da Mônica.

“O nosso personagem André nos deixa muito felizes por estar, cada vez mais, ganhando reconhecimento e contribuindo para levar essa representatividade à comunidade autista. E também informações corretas que ajudam as famílias a apoiar o pleno desenvolvimento das crianças que fazem parte do Transtorno do Espectro do Autismo. Esse guia é um exemplo das ações com o personagem com esse objetivo”, comenta Mauricio de Sousa.

O guia pode ser baixado gratuitamente no site do Instituto Mauricio de Sousa, no site da Revista Autismo , ou ainda na Academia do Autismo.

 

Artigos relacionados