Aprenda a quebrar barreiras

Por Silvia Regina Angerami
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Imagem: Canva
Imagem: Canva
Precisamos aprender a quebrar barreiras. As barreiras impedem o nosso caminho, impedem o fluxo das energias nas nossas vidas e elas só existem mesmo para serem quebradas.

 

Principalmente as barreiras internas, os preconceitos, os medos, as inseguranças, a timidez, a vergonha, a autocrítica exagerada, a autopiedade, a tristeza, a decepção, a culpa… A lista é enorme. Tudo isso são comportamento e atitudes que nos confrontam no nosso dia a dia.

 

Tem muitas maneiras de lidar com esses sentimentos e na coluna anterior eu falei um pouco sobre isso. Mas hoje, o assunto é mais sério: quebrar barreiras. Quando falamos em quebrar alguma coisa, pressupõe que esse ato vai gerar certa bagunça, os cacos espalhados pelo chão… Mas nada que uma boa vassourada não resolva. Não basta quebrar as barreiras, é preciso também limpar a bagunça causada, deixar tudo claro e limpo na nossa mente e no nosso coração.

 

Desafios nos fortalecem
O percurso do autoconhecimento algumas vezes pode ser bem desafiador. Mas cabe a nós mesmos traçarmos esse caminho, fazendo as nossas descobertas internas e mudando a rota, se preciso for.

 

No dia em que cheguei em casa da maternidade, com o meu primeiro filho no colo, estava tudo tão bagunçado lá, que me perguntei “Será que agora minha vida vai ser sempre assim essa bagunça?” Em pouco tempo, consegui colocar tudo em ordem de novo. Estou dizendo isso porque as mudanças são inevitáveis na nossa vida. Chegar em casa com um novo integrante na família é uma mudança e tanto, geralmente muito positiva.

 

Mas sabemos que existe também a conhecida depressão pós-parto, que é justamente esse período em que você pode ficar insegura com aquela nova fase da sua vida, com seu novo papel de mãe. Cada novo papel traz seus desafios. Mas a vida é feita de fases e passar por essas fases e desafios nos torna mais fortes e nos prepara para quebrar barreiras e seguirmos mais confiantes no que o futuro nos reserva.

 

Hoje meus filhos estão criados, vivem as suas vidas da melhor maneira que conseguem e as barreiras que eu preciso quebrar são principalmente as internas.

 

Outro dia comprei uma aliança e estabeleci um compromisso comigo mesma: o de me fazer feliz. Não preciso de ninguém mais para isso. Portanto, minha dica hoje é: pare de depositar as suas expectativas nos outros… Marido, filho, parentes, amigos, colegas de trabalho… a responsabilidade pela construção da sua felicidade é unicamente sua. Encare essa verdade de frente, com alegria e coragem. Se for preciso, quebre essa barreira que te separa da sua felicidade. Limpe a bagunça e recomece. A vida também é feita de recomeços. Escrevo esse texto em uma segunda-feira ensolarada, depois de algumas semanas em que a temperatura estava bem baixa em São Paulo.

 

Olho pela janela, vejo o céu azul e deixo essa esperança de dias sempre melhores me energizar. As barreiras sempre vão existir. Cabe a mim me esforçar cada vez mais, independentemente do clima lá fora, para me fazer feliz.

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter


Siga-nos

Publicidade

Mais lidos