Teste da Bochechinha pode ser comprado em farmácias e pela internet

Teste genético neonatal identifica mais de 320 doenças graves da primeira infância
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
teste da bochechinha
Imagem: Canva

A healthtech, meuDNA, anunciou a disponibilização em farmácias e pela internet do Teste da Bochechinha. Indicado para bebês até um ano de idade, o teste é capaz de identificar a predisposição genética para mais de 320 doenças raras, graves, silenciosas e tratáveis, desenvolvidas na primeira infância.

Atualmente, todos os bebês nascidos no Brasil têm o direito ao Teste do Pezinho – uma triagem neonatal, capaz de detectar seis doenças. Entretanto, a ciência genética já evoluiu e tornou possível expandir a triagem neonatal para evitar situações como a da jornalista Larissa Carvalho, que contou sua história com o filho Théo na TED Talk Eu matei os neurônios do meu filho. Théo fez o Teste do Pezinho, mas no rol desta triagem não é identificada a sua doença, chamada acidúria glutárica tipo 1, que impede que o corpo metabolize proteínas. Como a doença não foi detectada com o Teste do Pezinho, ao ingerir as proteínas do leite materno e, em seguida, uma dieta contendo proteínas, Théo acabou desenvolvendo paralisia cerebral – uma condição que poderia ter sido evitada e agora o acompanhará por toda vida.

Entenda o meuDNA Bochechinha

A partir do sequenciamento de DNA do bebê, além das doenças analisadas pelo Teste do Pezinho, é possível encontrar riscos a doenças diversas. As mais comuns que aparecem nos resultados são anemia falciforme, talassemia, fenilcetonúria, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita, Galactosemia, doença do xarope de bordo, homocistinúria e deficiência de acil-coa desidrogenase de cadeia média. Todas as doenças do teste são graves, mas quando identificadas precocemente possibilitam tratamento e uma vida saudável.

“Com isso, ao conhecer essa situação de predisposição genética para alguma dessas condições, ao mínimo sinal de um sintoma que possa indicar algum quadro relacionado a elas, é possível procurar o médico e agir mais rápido, o que permite um diagnóstico precoce e a inclinação a um tratamento de sucesso”, detalha David Schlesinger, CEO do meuDNA. Isso porque, muitas vezes, essa investigação demora até anos, o que faz com que nem sempre seja possível reverter a situação por meio do tratamento. Ou mesmo, no caso de doenças silenciosas, elas podem ceifar a vida da criança antes mesmo de ser descoberta.

O teste é aprovado pela Anvisa e não é invasivo, basta uma coleta de saliva do bebê com o uso de um SWAB bucal, um cotonete especial do kit. Em menos de um minuto é possível realizá-la, sem apresentar nenhum risco. E o resultado é disponibilizado on-line em até 28 dias.

Todas as doenças que podem ser identificadas pelo meuDNA Bochechinha são tratáveis. Algumas de forma simples, como dieta restritiva, evitar situações de risco e mudanças no estilo de vida, até tratamentos mais complexos que envolvem acompanhamento multidisciplinar e uso de medicações específicas. Quanto antes a predisposição for identificada, mais cedo pode-se realizar o acompanhamento médico e maiores as chances de uma vida saudável.

Como adquirir

O teste meuDNA Bochechinha pode ser comprado de forma direta pelos sites meuDNA e Droga Raia, por R$1.190,00, e nas farmácias Pague Menos nas cidades de Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Belo Horizonte, por R$1.099,00. .

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter


Siga-nos

Publicidade

Mais lidos