Aprenda a escolher brinquedos adequados para o seu bebê

Confira as dicas para não errar nas compras e evitar acidentes desnecessários
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Imagem: Canva
Imagem: Canva

O Natal está chegando e com ele a maratona de compra de presentes. Escolher o que dar para as crianças maiores, geralmente, não é problema, já que elas mesmas costumam pedir o que querem ganhar do Papai Noel. No entanto, a escolha de brinquedos para os menores costuma esbarrar em questões mais sérias sobre o que é ou não adequado para a faixa etária.

Segundo Sofía Martinez, líder de conteúdo Kinedu – aplicativo focado em atividades de estímulo a bebês e crianças até 4 anos – as crianças descobrem o mundo brincando e é importante que sejam expostas a experiências enriquecedoras e às ferramentas certas. “Os brinquedos seguros para crianças pequenas não podem ser quebrados, são pintados com tinta atóxica sem chumbo, podem ser limpos com facilidade e não têm peças pequenas que possam se soltar e se alojar na garganta, reforça.

Confira alguns pontos que devem ser levados em consideração na hora da escolha:

Procedência do produto

A primeira forma de garantir a segurança é pela procedência do produto. Para isso, os pais devem evitar a compra no mercado informal e se certificar de que o brinquedo conta com o Selo do Inmetro.

Adequação à faixa etária:

Apesar de parecer uma recomendação óbvia, nem todos os pais seguem o que está na embalagem, mas fazer isso é fundamental para garantir a segurança das crianças ao brincar. Além disso, os brinquedos que correspondem ao nível de desenvolvimento ajudam a estimular as habilidades emergentes da criança.

Valor Educacional

Os brinquedos oferecidos ajudam a moldar o desenvolvimento das crianças. Por isso, antes de comprar, os pais devem verificar se o presente estimula a imaginação, pode ser montado ou desmontado, incentiva a exploração e resolução de problemas, e mantém o filho ativo. Além disso, devem ter em mente que, quanto mais coisas o brinquedo faz, menos coisas a criança vai fazer. Não à toa, muitas vezes as crianças se encantam mais com as caixas do que com os presentes em si.

Veja as recomendações de brinquedos do Kinedu, com base na National Association for the Education of Young Children (NAEYC):

0 a 6 meses:

Bebês nessa faixa etária costumam gostar de olhar rostos e cores brilhantes, e segui-los com o olhar. Também costumam se virar quando ouvem sons diferentes. Por isso, para essa idade são recomendados chocalhos, aros grandes, mordedores, brinquedos de apertar, livros de banho com rimas e espelhos inquebráveis.

7 a 12 meses:

Nessa faixa os bebês interagem com o ambiente de maneiras novas. Eles rolam, sentam, engatinham, levantam e ficam em pé. Bons brinquedos para bebês neste estágio incluem: coisas para brincar de faz-de-conta, como bonecas, bichinhos de pelúcia e carrinhos de brinquedo; blocos grandes e cubos para montar; bolas grandes; brinquedos de empurrar e puxar; e coisas para colocar e tirar, como um cubo de encaixar com formas geométricas.

1 ano de idade:

Crianças nesta idade estão em contato constante com seu ambiente, explorando seus arredores e se movimentando. Sua linguagem está em constante expansão. Os brinquedos que são apropriados para essa idade incluem: livros com ilustrações; músicas, rimas e histórias simples; giz de cera, marcadores laváveis ​​e tintas atóxicas; telefones de brinquedo, bonecas e fantasias para brincar de faz-de-conta; blocos de plástico e de madeira para montar; e quebra-cabeças grandes.

2 anos de idade:

Nesta idade, as crianças desenvolvem a coordenação motora de forma rápida, o que lhes permite usar as mãos e os dedos com controle e brincar com pequenos objetos. Elas também fazem muitos “experimentos” físicos em seu ambiente: pulando, escalando e rolando. Os brinquedos apropriados para uma criança de 2 anos incluem: blocos de madeira (4 a 12 peças); blocos de empilhar; objetos para classificar por tamanho, cor ou forma; fantasias, bonecas e bichinhos de pelúcia para brincar de faz-de-conta; pintura a dedo, giz de cera, marcadores, etc.; livros de ilustrações; bolas grandes e pequenas para chutar e arremessar; e túneis para engatinhar.

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter


Siga-nos

Publicidade

Mais lidos